Saúde


Mitos e verdades sobre a tireoide



A tireóide é uma glândula de 25 gramas que fica localizada no pescoço, entre a laringe e a faringe. Ela é responsável por produzir hormônios que atuam em uma série de mecanismos metabólicos do nosso corpo. A importância dela é tanta, que a tireóide age como se fosse um regulador de todos os nossos órgãos.

Por possuir diferentes funções no organismo, quando algo está fora do normal no metabolismo é muito comum culpar algum desequilíbrio na tireoide. Mas será que todos os sintomas que costumamos associar à tireoide realmente tem relação com a glândula? A seguir você encontra alguns mitos e verdades sobre a tireoide:


Distúrbios da tireoide podem causar alterações no peso

VERDADE – Uma das funções da tireoide é controlar a maneira como o nosso corpo usa e armazena energia. Os hormônios tireoidianos também influenciam no metabolismo, e a taxa metabólica basal pode diminuir ou aumentar na maioria dos pacientes com hipotireoidismo e hipertireoidismo, devido à baixa ou alta nos hormônios.

Com isso, a intensidade como se queima a energia é modificada. Por exemplo, o metabolismo de uma pessoa com hipotireoidismo fica mais lento, logo, mesmo realizando atividade física e dieta, o organismo perde menos energia do que o esperado. Da mesma forma, uma pessoa com hipertireoidismo, pode apresentar perda de peso devido a aceleração metabólica.

No entanto, por mais que essa relação entre a tireoide e o peso seja verdadeira, vale lembrar que o hipotireoidismo não causa obesidade e no máximo causa um ganho de dois ou três quilos, como explica Rosa Paula Mello, do Fleury Medicina e Saúde.
A obesidade associada ao diagnóstico de hipotireoidismo está em menos de 5% dos casos.

Por outro lado, quando se começa a tratar o hipotireoidismo, pode sim ocorrer uma diminuição do peso, que é modesta e mais por perda de líquidos do que de gordura.

Cansaço é o principal indicativo de hipotireoidismo

MITO – É muito comum associar o cansaço ao hipotireoidismo, mas ele é apenas um dos sintomas da condição de saúde e não o principal ou o único sintoma. Rosa explica que o diagnóstico de um distúrbio de tireoide depende de uma combinação de fatores. Muitas vezes, a causa do cansaço tem mais relação com a rotina, período de descanso e alimentação do que propriamente com a tireoide.

Mas, se esse cansaço vier acompanhado de outros sintomas metabólicos, então sim pode indicar algum problema. Veja aqui os principais sintomas dos distúrbios da tireoide. No entanto, é sempre importante consultar um médico para saber o diagnóstico correto e tomar as medidas necessárias.

Algumas pessoas têm mais predisposição a ter problemas de tireoide

VERDADE – Os distúrbios de tireoide podem acometer pessoas de diferentes idades. Mas existem alguns grupos que apresentam uma predisposição para a condição de saúde.

Rosa afirma que quem tem casos de distúrbio de tireoide na família pode desenvolver o quadro ao longo da vida. Da mesma forma, mulheres gestantes e pessoas com doenças crônicas, como diabetes e vitiligo, também podem desenvolver o distúrbio.

Deficiência de iodo pode causar desequilíbrio da tireoide

VERDADE – O iodo é um importante mineral para o corpo. Ele é encontrado principalmente em frutos do mar e representa um papel importantíssimo na produção de hormônios da tireoide.

A deficiência de iodo pode prejudicar a produção de T3 e T4. Esse problema não costuma ser comum no Brasil, porque aqui o nosso sal é iodado por lei, justamente para evitar esses problemas.

Mas pessoas de muitos outros países que sofrem com as baixas quantidades de iodo na alimentação tem risco de desenvolver hipotireoidismo.


Todo nódulo na tireoide é maligno

MITO – Nem todo nódulo de tireoide é maligno. Os nódulos da tireoide podem ter causas diversas. Eles podem ocorrer simplesmente por alterações da própria glândula como, também, há a possibilidade de serem tumores malignos ou benignos.

O mais importante é procurar um médico e fazer os exames necessários para saber a causa e o tratamento correto para o nódulo na tireoide. Vale lembrar que nódulos não cancerígenos não são potencialmente fatais e muitos não exigem tratamento.

É necessário fazer o exame de ultrassom tireoide constantemente

MITO – Apenas pessoas que apresentam nódulo na tireoide precisam realizar o ultrassom periodicamente. Rosa explica que muitos exames são realizados sem haver necessidade e que isso pode, na verdade, ocasionar o surgimentos de nódulos na tireoide.

Por isso, antes de fazer o ultrassom, o mais indicado é realizar o exame TSH, um exame de sangue que tem o objetivo de verificar se há problemas de tireoide, e pode ser feito juntamente com os testes para medir T3 e T4.

Se um nódulo for detectado, será necessária a realização de uma biópsia para saber se é benigno ou maligno.

Fonte: Site Minha Vida