Saúde


Dieta dos Pontos

Conheça a Dieta dos Pontos



Dieta dos Pontos

Uma nova dieta que consiste em contar calorias por meio de pontos. A conhecida Dieta dos Pontos, criada pelo endocrinologista Alfredo Halpern, é baseada no cálculo de calorias que podem ser consumidas levando em consideração o peso, altura, sexo, idade e o nível de exercícios físicos que a pessoa pratica. Ou seja, cada pessoa deve consumir um número de pontos por dia.

O objetivo é somar o que se come o dia inteiro atingindo sua meta de pontos diários. para isso é imprescindível anotar os pontos. “O objetivo de anotar é também fazer com que a pessoa tome consciência do que está comendo. Porque a maioria das pessoas que fica beliscando, no final do dia acha que não comeu nada”, explica Monica. “Outra vantagem de contar os pontos é permitir com que as pessoas convivam com os alimentos proibidos, exercitando o autocontrole, atitude essencial para uma reeducação alimentar”, aponta a nutricionista Bia Rique, da Clínica Ivo Pitanguy, do Rio de Janeiro.

A dieta

Baseada no número de pontos em que um ponto equivale a 3,6 calorias, cada um pode criar o seu próprio cardápio de acordo com suas preferências, os pontos existem para facilitar a contagem, mas vale lembrar que não se deve comer toda a cota de ponto apenas em um tipo de alimento, como o chocolate, por exemplo.

E é por ser democrática, que essa dieta requer uma orientação para que seja possível criar uma alimentação equilibrada uma vez que todos os alimentos são permitidos, alguns com mais freqüência e outros com restrições. Por exemplo, pizza e cheeseburguer devem ser consumidos de maneira moderada, restrita ao que o médico ou nutricionista estabelecer, enquanto o arroz e feijão são incentivados.

No almoço é imprescindível a ingestão de vegetais, massas integrais, grãos e proteínas magras como peixes, frango, soja, feijão. No café da manhã é bom dar preferência a leite desnatado ou de soja, cereais, granola, frutas, peito de peru, geléia diet, pães light ou integrais, chá ou café com adoçante.

Os lanches também são recomendados, e vale desde uma fruta até um sanduíche de pão integral light com alface, tomate e peito de peru, passando por iogurte com cereais, fruta com aveia ou barra de cereal. Mais uma vez, vai depender do gosto de cada um e do quanto se pode comer no dia.

E é aí que mais uma vez precisa ter cautela.

As refeições devem ser fracionadas em 5 ou 6 vezes por dia para evitar jejum prolongado e consequentemente crises de fome. Os únicos alimentos proibidos são os alimentos que contêm qualquer quantidade de gordura trans – para saber é preciso verificar o rótulo da embalagem. Vale lembrar aqui que o óleo e os temperos utilizados no preparo dos alimentos também são contabilizados na soma dos pontos.

Para saber mais sobre a Dieta dos Pontos, clique aqui

Com informações do site Dieta e Boa Forma